O vice-prefeito e secretário de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta (PSDB), liberou a exclusividade do tráfego na Faixa Azul das avenidas Umberto Calderaro Filho (antiga Paraíba) e Mário Ypiranga Monteiro (Recife).

A liberação, que vai durar enquanto trecho da avenida Djalma Batista estiver em obras, saiu de uma decisão colegiada de Rotta com o secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto, e o diretor-presidente do Manaustrans, Franklin Pinto.

“Até a obra ser concluída está liberada a Faixa Azul nas ruas Paraíba e Recife. Desde sexta-feira a Constantino Nery já está sem restrição de circulação na Faixa Azul e fizemos isso de forma consensual para minimizar os efeitos no trânsito provocados por essa obra na Djalma”, disse Rotta.

Com essa medida, a Faixa Azul por enquanto só vai estar em vigor no trecho da avenida Torquato Tapajós entre a Rodoviária de Manaus e a entrada da Cidade Nova, na avenida Max Teixeira.

De acordo com Rotta, as dificuldades na obra de implantação de rede de drenagem na Djalma aumentaram. Um muro de concreto foi encontrado quando os operários rasgaram a via de um lado a outro.

Esse muro foi construído há muitos anos para contenção de igarapé que corre sob a pista da avenida.

Bisneto afirmou que a ordem é fazer uma obra de qualidade, observando a segurança tanto dos trabalhadores quanto dos imóveis da região, com a supervisão direta de engenheiros e da Defesa Civil.

 

Obra necessária

O vice-prefeito disse que a obra é urgente, emergencial e preventiva. “É uma obra extremamente necessária. Aqui passa uma tubulação antiga que se aproxima dos 40 anos e, nesse período, foi feita uma canalização de igarapé”, disse.

Rotta afirmou que é a obra tem preocupação com a segurança dos estabelecimentos comerciais e demais imóveis que estão no entorno do local. “Após as obras na Djalma será feito o desvio da rede de drenagem que passa embaixo de uma rede da lanchonete e de um posto de gasolina”.

 

Foto: Divulgação/Semcom