O ex-prefeito de Maués Padre Carlos Góes (PT) reagiu à matéria “Dívidas de ex-prefeito bloqueiam contas da Prefeitura de Maués”, publicada no BNC no último dia 2. Ele pediu direito de resposta para “esclarecer os fatos”, como cita em nota enviada ao site.

Confira a nota, reproduzida na íntegra e na forma original do texto enviado ao BNC:

Direito de Resposta

Como Cristão e Cidadão, por respeito a população de Maués não vou usar termos pejorativos e sim esclarecer os fatos.

Quero esclarecer ao Prefeito Jr Leite, a secretaria de Obras Solange e a população  de Maués, que não estou apenas com  25 processos na justiça , são  quase 50 entre representações  e queixa crime por presunção .Processos  de Crtl C e Crtl V da PGM e Câmara. 

Diante de tantos processos quero aqui neste espaço e utilizando as Ferramentas de Transparência, mostrar que até 1 de agosto de 2017 o Município recebeu mais de 86 milhões, dos repasses constitucionais. O que comprova que deixei o munícipio adimplente.

Quanto ao bloqueio de R$ 527 mil minha assessoria jurídica está verficando se de fato é minha responsabilidade ou se são processos contra a Prefeitura, pois se são processos de muitos anos contra a Prefeitura é dever do Prefeito atual Jr.Leite resolver.

“Enquanto prefeito regularizei a situação fiscal do Município, paguei débitos deixados por gestões passadas.

O prefeito Jr.Leite não pode atribuir todas as dificuldades e problemas do Municipio a mim, portanto, é necessário arregaçar as mangas, acordar cedo e adminstrar o Município”. 

Sobre os precatórios prestei conta com extratos bancários, processos conciliados, entreguei toda documentação no TCE, MPF e Câmara de Vereadores.

Quem contratou o advogado Sylvio Cademartori Neto, foi o ex-prefeito Sidiney Leite (doc.anexo). Além disso no início da gestão do Jr.Leite conforme o  vídeo  (veja vídeo) que registra uma caçamba levando  documentos oficiais para o lixão, todos sabem que isto é crime…  Fizeram isso com a finalidade de me prejudicar o que constata mais uma vez a implacável perseguição política contra mim. 

Como chegamos ao segundo lugar no Hanking da Transparência-MPF, publiquei todos os documentos oficiais e hoje tenho acesso assim como qualquer cidadão.

Estou respondendo estes processos um a um e comprovando com documentos e responderei a mais se houver.

Raimundo Carlos Góes Pinheiro – Ex-prefeito de Maués

 

Foto: Divulgação/assessoria