O resgate das cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) pode injetar R$ 39,5 bilhões na economia brasileira.

Até o dia 29 de junho deste ano, qualquer pessoa titular de conta do PIS/Pasep pode fazer o resgate dos recursos que tiver.

O prazo ainda pode ser estendido pelo governo até 28 de setembro.

A estimativa foi divulgada, nesta quarta-feira (30), pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, com a aprovação pelo Senado, na última segunda-feira (28), do Projeto de Lei de Conversão 8/2018, decorrente da Medida Provisória (MP) 813/2017, que permite os saques.

A lei entra em vigor após a sanção presidencial.

Do total, R$ 4,9 bilhões já foram resgatados pelos cotistas e R$ 34,6 bilhões ficarão disponíveis para serem sacados no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal.

O público total beneficiado pela medida é de 28,7 milhões de pessoas e, dessas, cerca de 3,4 milhões já fizeram o saque.

 

Foto: Reprodução/cidadeverde.com