Por Rosiene Carvalho, da Redação

 

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) definiu em sessão nesta quarta-feira, dia 14, que os advogados Délcio Santos (22 votos), Jorge Pinho (10 votos), Silvio Costa (10 votos) sãos os nomes que continuam na disputa pela vaga de 26° desembargador do Judiciário amazonense.

Na foto destacada, Silvio Costa, Délcio Santos e Jorge Pinho.

Agora, com a definição da lista tríplice, a escolha está exclusivamente nas mãos do governador do Estado, Amazonino Mendes, que pode escolher qualquer um dos nomes, independente da votação nas outras duas fases.

O governador tem os próximos 20 dias subsequentes para fazer a sua escolha e comunicar o nome do novo desembargador ao TJ-AM.

Na última escolha, feita no governo José Melo, a indicação ocorreu na mesma semana.

Os três foram os mais votados na definição da lista tríplice no TJ-AM, a segunda fase do processo de preenchimento da vaga da OAB do quinto constitucional no tribunal.

A disputa começou na OAB-AM com a definição da lista sêxtupla por meio de votação direta por parte dos advogados. Os três mais votados na OAB foram o advogado editorialista Délcio Santos, o professor de direito e advogado Carlos Alberto e o advoga e ex-sobrinho do prefeito de Manaus, Charles Garcia

O advogado Délcio Santos figura como favorito à vaga desde o início da campanha por ser bem quisto entre os desembargadores e também por ter um padrinho de peso: o senador Eduardo Braga (MDB), que é seu cliente há muitos anos.

Porém, nos últimos dias, Amazonino recebeu pedidos políticos em relação a outros advogados.

Leia mais

Saiba como os desembargadores votaram na lista tríplice da OAB-AM

 

Foto: BNC AMAZONAS