O ministro do STF Luiz Fux disse que vai atacar os perfis fakes que tanto incomodam nas redes sociais, a partir de fevereiro quando assumirá a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ele fez a declaração em entrevista à BBC Brasil na qual destacou candidatos que contratam empresas para criarem páginas falsas virtuais, atacarem adversários e manipularem a opinião pública.

Fux afirmou que candidatos e campanhas que contratarem empresas para este objetivo serão investigados e “exemplarmente punidos”.

A menos de um ano das próximas eleições, a Justiça Eleitoral e o Ministério Público têm vários desafios nesse sentido.

Além das tarefas tradicionais de fiscalizar campanha antecipada, compra de voto e financiamento irregular, a internet se tornou uma das principais preocupações.

Como revelou uma investigação da BBC Brasil, que deu origem à série de reportagens Democracia Ciborgue, uma empresa com sede no Rio de Janeiro chamada Facemedia teria criado um “exército” de perfis falsos usado para manipular a opinião pública nas eleições de 2014 – o que ela nega.

Fonte: Uol Notícias

 

Foto: SCO/STF