Por Neuton Corrêa, da redação

 

O deputado estadual David Almeida (PSB) anunciou há pouco que não vai apoiar nem o governador Amazonino Mendes (PDT) nem o jornalista Wilson Lima (PSC) no segundo turno das eleições ao governo do Amazonas.

David ficou fora da disputa, mas foi o terceiro mais votado do pleito com 417.203 votos, 23,59% de um eleitorado que pode decidir quem ficará, entre Wilson e Amazonino, no posto mais importante do governo no Amazonas.

“O povo decidiu que eu não passasse para o segundo turno. Não concordo com as políticas implementadas por Amazonino. Seria incoerente eu agora virar para o lado dele”, disse.

Depois, sem citar nome, ele se referiu a Wilson Lima. “No primeiro turno, eu bati na falta de preparo, na inexperiência, no desconhecimento. Avisei que seria um voo no escuro. Avisei que o Amazonas não está preparado numa aventura. Aí eu me alio àquilo que eu combatia? Eu acho incoerente”, acrescentou o ex-candidato.

David disse também que tinha as melhores propostas e que não quer resolver os problemas da sua vida, mas do povo do Amazonas e afirmou:

“Os dois candidatos que passaram para o segundo turno não terão o meu apoio. Eu decido ficar do lado do povo, que disse que eu ficasse de fora e é isso”, afirmou.

David Almeida acrescentou que não irá anular seu voto e cutucou os ex-adversários:

“Não me sinto representado pelos dois candidatos. Não vou anular meu voto. Vou votar no menos ruim. Não me sinto à vontade para apoiá-los”, discursou em uma transmissão que fez no Facebook.

 

Foto: BNC AMAZONAS