Imagine um palanque nas eleições do Amazonas com o governador Amazonino Mendes (PDT), os deputados Serafim Corrêa e David Almeida, do PSB, e Pauderney Avelino (DEM) e a ex-deputada federal Rebecca Garcia (PP, o novo Progressistas).

Pois os dirigentes nacionais desses partidos estão em avançado namoro, informa a Folha de S.Paulo nesta quarta-feira, dia 4.

O filho dessa possível aliança está em gestação e, no Amazonas, terminará certamente em aborto político.

De acordo com o jornal, a aliança PDT e PSB é questão de tempo e o acerto pode levar para o colo do presidenciável pedetista Ciro Gomes o DEM, de Rodrigo Maia (RJ) e Pauderney, e o PP, que no Amazonas é comandado pela família Garcia, aliada de Amazonino no plano de reeleição.

 

Água e óleo não se misturam

A aliança parece não ser um problema, mas difícil mesmo será colocar no mesmo espaço Serafim e Amazonino, adversários históricos; Amazonino e David, chefes do Executivo e Legislativo que sequer se olham; Amazonino e Pauderney, este desalojado dos cargos que indicou para a Seduc, o setor de educação do governo tampão.

Além disso, Pauderney tem outro candidato a governador, o senador Omar Aziz (PSD), com quem está em intensa atividade de pré-campanha.

Sobre Rebecca, que recebeu forte apoio de David na eleição suplementar de 2017 e jurou amor eterno para as eleições 2018, está apartada deste a partir do momento que fechou aliança com o PDT de Amazonino. Ela é cogitada como possível vice na chapa à reeleição do governador.

 

Leia mais

E agora, David e Amazonino? PSB fecha com PDT de Ciro Gomes

 

Fotos: BNC Amazonas