Por Neuton Corrêa, da Redação

 

A pesquisa da empresa DMP/Tiradentes aponta que o radialista Wilson Lima (PSC) será governador do Amazonas emplacando uma derrota histórica ao adversário e atual ocupante do cargoAmazonino Mendes (PDT).

Os números, divulgados no início da manhã desta sexta-feira, dia 26, antevéspera do dia do pleito, revelam que o estreante no meio eleitoral ganha a disputa contra o velho político por uma diferença de 30 pontos percentuais. A mesma larga vantagem que já vinha sendo apontada em estudos anteriores da empresa.

Pela pesquisa DMP/Tiradentes, em votos válidos, como conta o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Wilson aparece com 65% das intenções de votos, contra 35% de Amazonino.

De acordo com o estudo, Wilson ganha na capital e no interior.

Essa pesquisa de intenção de votos foi a terceira do dia a apontar a vitória de Wilson, e todas com essa larga diferença sobre Amazonino. Antes, os estudos da Pontual e Diário também davam esse resultado.

 

Vantagem ampliada na capital

Em Manaus, Wilson ampliou a vantagem obtida no primeiro turno, quando ficou com 49,58% dos votos. No segundo turno, ele poderá obter, segundo a DMP/Tiradentes, 69%. Amazonino ficaria com apenas 31%.

No interior, onde Amazonino venceu em 50 municípios no primeiro turno, e onde Wilson era um desconhecido para a grande maioria dos eleitores, agora este também vence a disputa: 60 a 40%.

A pesquisa da DMP/Tiradentes foi formalizada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) com o registro AM-02971/2018, ouviu 1.512, possui intervalo de confiança de 95% e margem de erro de três pontos percentuais.

 

O último debate

Para reduzir a diferença identificada por sua própria campanha, o governador precisava provocar uma alteração no cenário apresentando fatos novos no último debate de TV, realizado na noite desta quinta-feira, na Amazonas/Globo.

Mas, Amazonino levou para o programa assuntos já correntes na campanha desde o primeiro turno.

Sem impactar o eleitorado, pode-se dizer que Wilson só aguarda o resultado das urnas para ser declarado o vencedor do pleito de 2018.

 

Arte: BNC Amazonas/Alex Fideles