O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) detectou problemas na documentação dos partidos PTB, PSDC e PR, três dos seis que formam a coligação do candidato a governador do Amazonas Eduardo Braga (PMDB).

Um dos prejuízos imediatos que a aliança pode ter é a perda de tempo na propaganda política.

As irregularidades na coligação que tem ainda Solidariedade e PCdoB não foram objeto de impugnação dos adversários de Braga, mas detectadas pelo próprio TRE-AM.

O PTB, do deputado federal Sabino Castelo Branco, e o PSDC estão com registros suspensos pela Justiça Eleitoral por falta de prestação de contas. Essa situação pode levar à exclusão das legendas da coligação.

Também foi detectado que a ata da convenção do PR, do candidato a vice Marcelo Ramos, não tem a lista de presença dos membros do partido que referendaram a aliança com Braga.

O TRE deu até esta quinta, dia 29, para a coligação sanar os problemas.

A informação é da jornalista Rosiene Carvalho, para o Amazonas Atual. Leia a matéria no site.

 

Foto: BNC