Iacy Taciara Santos Silva, de 22 anos incompletos, pode ter sido a 21ª vítima fatal em Manaus do vírus H1N1. Ela, moradora da zona norte da capital, morreu no início da tarde desta quinta, dia 14.

A vítima, que deu à luz há menos de duas semanas, ficou internada por uns dias na maternidade Azilda da Silva Marreiro, no bairro Cidade Nova, zona norte, aonde voltou na segunda-feira, dia 11, acusando dores no corpo. Segundo seus familiares, o temor é que ela tivesse contraído o vírus. Foi medicada e dispensada.

Ontem, quarta, Iacy voltou à maternidade. Ela continuava se sentindo mal. De novo medicada, retornou para casa. Mas, a jovem não melhorou. Continuou com sintomas de falta de ar, dores pelo corpo, na cabeça e vômito.

Por ser a maternidade estadual o local mais próximo de atendimento e também onde vinha sendo cuidada desde a fase pré-parto, Iacy procurou socorro novamente nesta quinta. Desta vez, não voltou para casa.

 

Leia mais

Vacina da gripe H1N1 chega ao AM semana que vem, garante governador

 

O bebê de Iacy continua internado na maternidade, em observação, disseram familiares ao BNC Amazonas.

A direção da Azilda Marreiro e a Secretaria de Saúde (Susam) ainda não se manifestaram sobre o episódio, para confirmar se Iacy estava acometida pelo H1N1. Familiares e pessoas na recepção da maternidade, onde todos usam máscara com medo de contaminação, afirmavam não ter dúvida que a causa foi o vírus da influenza.

 

Leia mais

Vacina da gripe H1N1 chega ao AM semana que vem, garante governador

 

Fotos: Divulgação/Leitor BNC Amazonas