Únicos interessados em administrar a dívida de cerca de R$ 8 milhões do Boi Caprichoso, no próximo triênio, o advogado Jender Lobato e o artista de alegorias Karu Carvalho estão impedidos de disputar a presidência do Bumbá.

A eleição está marcada para o mês de setembro e o prazo para inscrição das chapas se encerra no próximo sábado, dia 17.

Os dois pré-candidatos possuem problema comum que os impedem de se candidatar, são funcionários públicos, possuem cargo de confiança e não se afastaram das funções no prazo regular previsto no estatuto da agremiação.

 

Leia mais 

Impedimento de Jender e Karu não passou pela comissão eleitoral

 

Karu é coordenador de Cultura na Prefeitura Municipal de Parintins, e Jender é representante do município de Presidente Figueiredo na capital.

Até ontem o assunto era tratado apenas nos bastidores da disputa. Hoje, porém, foi discutido em uma reunião com a presença dos juízes Mauro Antony e Andrea Medeiros, integrantes da comissão eleitoral que organiza o pleito.

 

Vice ilegal

Outro também que está na mesma situação é o atual presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá. O estatuto proíbe a candidatura dele ao cargo.

No bumbá, o entendimento é que como substituto do titular o atual presidente assume o posto de comando, vedado pelo estatuto.

A comissão eleitoral avalia solução para o impasse.

 

Fotos: Divulgação