O governador Wilson Lima (PSC) começou hoje, dia 11, a receber em seu gabinete os prefeitos dos 61 municípios do interior do Amazonas. Essa agenda prevê reunião todos os dias, até abril.

A programação foi montada de acordo com os prefeitos das 11 regiões de calha de rios. São elas o entorno de Manaus, dos rios Amazonas, Juruá, Purus, Solimões, Madeira e Negro.

“Estamos pedindo para que eles encaminhem as demandas, os principais problemas. Nós estamos fazendo levantamento, principalmente das obras que ficaram pendentes. Estamos também olhando, com muita prioridade, saúde, educação, segurança pública e o setor primário”, disse Wilson.

Wilson chamou os secretários das principais pastas para participar das reuniões e assim ter maiores informações da situação de cada município.

Os encontros começaram na manhã de hoje com os prefeitos de Rio Preto da Eva, Anderson Souza (Pros) e de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça (PDT).

Souza entregou a Wilson lista de pedidos para reforma de hospital e escolas e construção de um heliporto para socorro a vítimas de acidentes.

O governador disse que vai também se preocupar com a situação de trafegabilidade da AM-10, à margem da qual, a 80 quilômetros de Manaus, está a cidade de Rio Preto da Eva. Wilson disse que já há projeto para heliponto no município.

Wilson anunciou para o município revisão de contratos com fornecedores e com médicos e reabastecimento do estoque de remédios.

Na educação, o governador disse que pretende melhorar as condições do ensino na cidade, que hoje tem uma das maiores taxas de abandono no ensino médio.

Para o setor primário, Wilson prometeu retomar projetos.

 

Leia mais

Primeiro encontro de Wilson com prefeitos que não o apoiaram

 

Mineração e preocupação em Presidente Figueiredo

Romeiro pediu parcerias do governo para Presidente Figueiredo em segurança pública, produção rural e educação.

O prefeito apresentou um projeto para melhorar a educação na zona rural do município.

Em resposta, Wilson prometeu apoio técnico e condições de trabalho ao produtor rural e a avaliação de um plano de recuperação de ramais. O governador citou ainda que é prioridade garantir a segurança das atividades de mineração e para isso escalou uma equipe para fiscalizar barragens.

“Nos próximos dias deve estar saindo um laudo técnico, feito por nossos técnicos. E também a gente está demandando isso do governo federal, que também é responsável pela fiscalização dessas barragens, para que dê tranquilidade para os moradores de Presidente Figueiredo”, disse.

A agenda prevê para esta terça os prefeitos de Careiro da Várzea e Careiro Castanho, ambos da região metropolitana de Manaus.

 

Foto: Divulgação/Secom