Por Neuton Corrêa, da redação

 

O deputado federal eleito Delegado Pablo (PSL-AM) disse que o jornal Folha de S. Paulo adulterou fala dele sobre as escolhas que o futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL) vem fazendo para preencher os ministérios.

“Eles pegaram uma conversa no meio do caminho. Eu não falei nada disso. Adulteraram o que eu falei. Eu não nem estava nesse lugar”, reagiu indignado o futuro congressista.

A reação foi em relação à reportagem da Folha de S. Paulo desta quinta-feira, dia 22, na qual diz que Pablo e outros colegas de partido mostravam-se, espremidos no elevador de um hotel, em Brasília, incomodados com a indicação de Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) para o Ministério da Saúde.

A notícia foi repercutida no Amazonas pelo BNC.

De acordo com a Folha, Pablo teria dito: “Vou apoiar junto, mas é um ministro investigado, cheio de nó pelas costas, como dizem na minha terra”.

Em contato com o site, o deputado eleito disse que vai pedir direito de resposta ao jornal e criticou o impresso.

“A Folha é tendência. Esse pessoal da Folha é contrário ao presidente e às escolhas dele”.

Perguntado que tipo de comentário ele fez sobre as colhas de Bolsonaro, Deputado Pablo respondeu:

“Eu já dei declaração pública no encontro do nosso partido. Temos que ter confiança nas escolhas do presidente. Somos soldados, independente das escolhas”.

 

Foto: Reprodução/Facebook