O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), disse que saiu com uma boa impressão do primeiro encontro com o governador Wilson Lima (PSC). Ele se referia a ter do governo o apoio para a gestão da capital, o que não contou até agora.

Ao BNC Amazonas, Arthur disse que não viu em Wilson nesse primeiro encontro oficial as implicâncias de gestores anteriores. “Coisas menores” que só prejudicaram Manaus e essas pessoas saíram derrotadas.

“Dona Dilma [Rousseff, ex-presidente da República] prejudicou Manaus, perdeu. Seo [José] Melo [ex-governador], perdeu, seo Eduardo Braga, que tinha perdido várias eleições, e ganhou ali, na rapa do tacho, o tempo todo contra as reivindicações de Manaus. Quem mais perdeu? Amazonino [Mendes, ex-governador], que ajudei a eleger no mandato tampão de 2017, virou as costas para Manaus, parou de falar comigo, cortou as relações, e perdeu a eleição”.

Segundo Arthur, Wilson se mostrou bem consciente de que deve se virar de frente para Manaus.

 

Pauta da ação conjunta

O prefeito disse ainda que apresentou e discutiu com o governador uma pauta de 11 itens, um por um. E que agora vai formalizar em documento esses pontos que pretende realizar em “ação conjunta”. Arthur destacou que o principal é a situação das vítimas do incêndio do bairro do Educandos, no final do ano.

A primeira reunião oficial foi na sede do governo, que fica a poucos quilômetros da Prefeitura de Manaus. A pauta comum da conversa foi em torno do que é prioridade para este ano nas áreas de educação, saúde e infraestrutura.

O estado de abandono que impera na Rodoviária de Manaus é dos primeiros problemas que devem ser resolvidos na ação conjunta de Arthur e Wilson.

“Nós tivemos uma conversa republicana, uma conversa muito profícua, que daqui vai render bons frutos, na área de transporte coletivo, infraestrutura, parcerias na educação, saúde. Já coloquei meu secretariado à disposição para qualquer demanda da prefeitura”, disse o governador.

 

Leia mais

Wilson tem primeira conversa com Arthur sobre ação conjunta

Diálogo aberto com prefeitos

Wilson disse que o diálogo com prefeitos em busca de parcerias é uma das metas do seu governo. “Ninguém constrói nada sozinho se ficar naquela briga, no puxa-encolhe, pois todo mundo perde, perde o estado, perdem as prefeituras e o cidadão”.

Arthur disse que Wilson tem situações complicadas a resolver, deixadas pelo governador anterior. “Agora, alguma forma de ajudar haverá de encontrar e nós da mesma forma estamos à disposição do governador”.

 

Foto: Divulgação/Semcom