A bancada do Amazonas no Senado enfrentou a mesma dificuldade da última quarta-feira, dia 4, para a votação nesta terça, dia 10, do decreto legislativo para sustar os efeitos do decreto presidencial 9.394/2018, que baixou de 20 para 4% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos concentrados produzidos na Zona Franca de Manaus (ZFM) usados na produção de refrigerantes.

Tão logo alcançado o quórum de 46 senadores, cinco acima do mínimo, em votação nominal, foi aprovado por 29 votos favoráveis, 10 contrários, além de seis abstenções e o voto do presidente da casa, Eunício Oliveira (MDB-CE), não consignado, o decreto legislativo assinado pelos senadores do Amazonas.

O decreto agora segue para apreciação da Câmara dos Deputados.

Em instantes, mais informações.

 

Leia mais

Receita agora faz ataque pontual ao polo de concentrados da ZFM

 

Foto: Reprodução/TV Senado