O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSC), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, vão estar em Manaus na próxima quinta-feira, dia 25, para, enfim, acontecer a primeira reunião do CAS, o conselho de administração da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Isso é o que voltou a afirmar nesta sexta, dia 19, o superintendente da ZFM (Suframa), coronel Alfredo Menezes Júnior.

Ele disse que a 287ª reunião ordinária do CAS vai analisar 88 projetos industriais e de serviços, sendo 26 de implantação. Menezes Júnior disse que os investimentos previstos são de US$ 650 milhões, para gerar 4 mil empregos diretos no polo industrial do Amazonas em três anos.

Sobre a ZFM passar sete meses sem aprovar um projeto de investimento e sem atrair uma nova empresa, o coronel culpou Bolsonaro por demorar a nomear a composição do CAS. Isso só aconteceu no último dia 10.

 

Leia mais

Paulo Guedes terá poder de decisão sobre PPBs da ZFM

 

“Com Bolsonaro, é tudo”

O superintendente não vê nenhum problema nisso. A presença de Bolsonaro é tudo para ele. A visita do compadre-presidente ao Amazonas vai colocar a ZFM no centro das atenções do Brasil e do mundo.

“O importante é que será uma reunião histórica, com a presença de um presidente da República pela primeira vez em mais de dez anos e investimentos e anúncios relevantes”, afirmou.

Para o coronel-superintendente, essa visita de Bolsonaro e Guedes vai representar que a Suframa está resgatando o protagonismo na condução da ZFM.

 

Leia mais

Demora na reunião do CAS impacta investidores e empregos

 

CBA e BR-319 na pauta de Bolsonaro

Ele já havia afirmado que o presidente iria ao Amazonas quando tivesse uma agenda positiva para anunciar. Principalmente depois que o governo federal deu várias sinalizações de que o modelo de incentivos fiscais da ZFM não é de seu agrado.

Por isso, Menezes Júnior disse que o presidente deve trazer alguma novidade para anunciar sobre a BR-319. Segundo ele, as barreiras ambientais já estão sendo destravadas.

“A BR-319 também está na pauta e o presidente vai trazer as atualizações necessárias”, afirmou.

O Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) também vai estar na pauta do encontro com Bolsonaro.

“Apresentamos há três semanas uma nova proposta de organização para o CBA, baseada na busca de condições para que a própria sociedade, os investidores e os empresários possam realizar negócios e criar um modelo sustentável, sem dependência maciça de recursos públicos”, disse.

Segundo ele, o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), Carlos Costa, ficará em Manaus após a reunião do CAS para tratar do CBA e achar uma solução definitiva.

 

Leia mais

“Pergunte a quem falou”, diz Menezes sobre ameaças à ZFM

 

“ZFM é um mar de rosas”

Para o coronel, a ZFM está crescendo em sua gestão. Ele vê investidores mais confiantes e ampliando negócios, as fábricas contratando mais trabalhadores, o governo federal com boa vontade ao fazer pequeno ajuste na alíquota de IPI dos concentrados para bebidas.

Como destaque, Menezes Júnior aposta que o Ministério da Economia vai cumprir o compromisso de dar tratamento diferenciado à ZFM na reforma tributária.

 

Foto: Reprodução/Twitter