Por Neuton Corrêa, da Redação

 

A Ação Empresarial do Amazonas, organização que reúne dirigentes da Fieam, Fecomercio, Faea, ACA e Cieam, prepara um lobby em defesa do nome do deputado federal Pauderney Avelino (DEM) para assumir o comando da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), a partir do ano que vem.

O lobby será formalizado por meio de uma carta que os empresários da indústria, comércio, serviços e agricultura enviarão ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas eleitorais ao cargo.

O documento faz considerações sobre a importância do modelo para o Amazonas e o país e finaliza da seguinte forma:

“Em nosso entendimento, portanto, queremos submeter a Vossa Excelência o nome de Pauderney Avelino, para ser o gestor dessa aguerrida autarquia, a SUFRAMA. Por sua luta, competência e alinhamento com o propósito de fortalecer essa região tão importante ao Brasil, ele está pronto para esta sagrada missão”.

Em outro trecho, a correspondência diz:

“(O Pauderney) Um político e empresário que entende as agruras de quem investe no Brasil mas não abre mão das convicções com as quais comungamos de ver o Brasil na galeria das grandes Civilizações como Vossa Excelência tem defendido”.

Os empresários também defendem a importância da política fiscal que mantém a Zona Franca de Manaus (ZFM), dizendo a Bolsonaro que o Amazonas tem superávit na relação com o governo federal.

“O Amazonas arrecada três vezes mais do que recebe das obrigações constitucionais, sendo uma das sete Unidades da Federação a ter superávit nessa relação e sem a utilização de recursos públicos para produzir riquezas. Logo, não estamos aqui, Senhor Presidente, em busca de privilégios, mas apenas da manutenção dos Direitos que a Legislação nos confere”.

 

Convite público

Pauderney não conseguiu renovar o mandato nas eleições deste ano, mas foi convidado publicamente por Bolsonaro a compor seu governo.

Em um vídeo que gravaram juntos, Bolsonaro disse que o deputado será seu interlocutor no Amazonas.

O deputado federal amazonense é considerado pelos empresários uma espécie de guardião da Zona Franca de Manaus em Brasília.

Essa imagem junto aos empresários deve-se ao fato do parlamentar ter forte ligação com o tema e experiência para tratar da pauta junto ao governo federal.

 

Leia mais

Amazonense do DEM em alta cotação com Bolsonaro para ministro

 

Foto: BNC Amazonas