O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto (PSD), é o nome que surgiu como novidade na terceira pesquisa estimulada (nomes são apresentados ao entrevistado) de intenções de voto para prefeito de Manaus, a pouco mais de um ano e cinco meses para as eleições municipais de 2020.

Estudo divulgado nesta quarta-feira, dia 24, mostra Josué Neto em terceiro lugar na segunda opção de voto, à frente de potenciais candidatos em 2020, como o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta (sem partido), do vice-governador Carlos Almeida Filho (PRTB) e do secretário de Educação do governo, o ex-deputado Luiz Castro (Rede).

Na consulta feita a 940 pessoas em Manaus, de 10 a 20 de abril, Josué Neto recebeu 8,2% da preferência do eleitorado consultado. O ex-deputado estadual e ex-governador David Almeida (PSB) e o deputado federal José Ricardo (PT) aparecem empatados nas primeiras posições, com 14,7 e 14,5%, respectivamente.

Josué Neto superou Rotta, que ficou com 7,6%, Almeida Filho, com 3,9%, e Castro, com 5,5%.

 

Leia mais

Primeira pesquisa DMP/Tiradentes aponta prefeituráveis 2020

 Saiba quem lidera primeira pesquisa para prefeito de Manaus em 2020

 

Primeiro voto

Antes de perguntar qual era a segunda opção de voto, a pesquisa quis saber que nome dentre os apresentados é o preferido para comandar a Prefeitura de Manaus a partir de 2021.

De novo o nome de Josué Neto apareceu como novidade, uma vez que duas prospecções anteriores (em novembro de 2018 e início deste mês) não mencionam seu nome entre os dez apontados. A partir da assunção do comando da ALE-AM, em fevereiro, o perfil jovem do político vem ganhando projeção, segundo a pesquisa divulgada agora.

O ex-deputado David Almeida lidera essa corrida prévia com 22,5%, seguido por José Ricardo com 13,8%. Rotta é terceiro, com 9,7%. Tecnicamente empatado com Josué Neto, que obteve 6,2% das intenções de voto, está a deputada estadual Joana Darc (PR), com 7,1%.

 

Rejeição maior é de Rotta

A pesquisa encontrou o nome do vice-prefeito Marcos Rotta, que no ano passado deixou o PSDB do prefeito de Manaus, Arthur Neto, como o mais rejeitado para as eleições de 2020. Ele ficou com 20,1% dos votos negativos.

Se lidera a corrida prévia, David Almeida é também cabeça na resposta do eleitor sobre o nome que ele não votaria de jeito nenhum para prefeito da capital. Tem 9,1%, empatado com o petista José Ricardo, com 8%, e este com Luiz Castro, com 7,7%.

Josué Neto comemorou sua baixa rejeição, de 6,8%, que atribui à facilidade que tem de transitar entre as diversas correntes políticas do estado.

 

Sobre a pesquisa

O estudo foi feito pelo instituto Pontual e é divulgado em seu portal. Se aplica margem de erro e grau de confiabilidade aos dados que coletou, a empresa não informou.

 

Foto: BNC Amazonas