O corte de 30% do orçamento da educação feito pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai tirar do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) R$ 26,6 milhões.

Na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a tesoura do governo tirou da instituição R$ 38 milhões.

Nesta terça-feira, dia 7, o Ifam deverá publicar uma nota se posicionando acerca dos cortes, que atingirão 38,76% do custeio, 30% da capacitação, 30% de investimento, além de perdas de 21,63% de emendas orçamentárias.

 

Foto: Divulgação/Ifam