O coronel reformado Alfredo Menezes não deverá ser o único militar no comando da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

A superintendência adjunta executiva, cargo da confiança do titular do posto, está reservado também para um militar do Exército, garantem fontes do BNC AMAZONAS, em Brasília.

 

Braço direito

Gustavo Igrejas, ex-superintendente interino da Suframa, atual executivo (administrador) do órgão por indicação do deputado Pauderney Avelino (DEM), deve continuar na cúpula.

Na superintendência, circula informação de que ele deverá ser o braço direito do coronel, já que está cotado para superintendência de Projetos, a que cuida dos incentivos fiscais e dos projetos industriais e agropecuários.

 

Volta! Volta!

A classe empresarial do Polo Industrial de Manaus já tem coro para pedir que Marcelo Pereira, indicado de Alfredo Nascimento à superintendência executiva de Planejamento e Desenvolvimento Regional continue no posto.

Ele é servidor de carreira e foi o técnico que conseguiu organizar a confusão que era o P&D da Zona Franca.

 

Férias

Bruno Lobato, superintendente de Operações, indicado do deputado federal reeleito Silas Câmara (PRB), está de férias. Por enquanto, não há informação sobre esse cargo.

 

Foto: BNC AMAZONAS