A decisão do vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, de proibir que a campanha petista à Presidência da República use a imagem de Lula como candidato, não alterou o trabalho do PT no Amazonas.

A sigla continua pedindo voto para o ex-presidente. A afirmação foi feita nesta segunda-feira, dia 10, pelo presidente regional do partido, Sinésio Campos.

Até semana passada, os petistas do Amazonas aguardavam sinalização da nacional para carregar no nome de Fernando Haddad, vice de Lula, que o substituirá, caso o partido não encontre remédio jurídico para reverter a decisão do TSE.

 

Foto: BNC AMAZONAS