Com a decisão que tomou ontem, em caráter liminar, de mandar Amazonino Mendes (PDT), candidato à reeleição, suspender visita a obras do Estado, o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Aristóteles Thury, já pode ser considerado a pedra no sapato do governador nestas eleições.

No começo de julho, dois meses antes do começo da campanha, o magistrado tomou outra medida de impacto sobre ação do governo que poderia ajudar Amazonino.

Thury mandou o governo recolher rabetas, tratores, casas de farinha e outros implementos e insumos agrícolas que seriam distribuídos no interior do Estado.

 

Foto: Divulgação/TJ-AM