O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas encaminhou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e Delegacia Regional do Trabalho (DRT) uma série de denúncias contra a Rede Amazônica, filiada da Rede Globo.

Em documento oficial assinado pela presidência do sindicato e protocolizado ainda em dezembro de 2018, a série de irregularidades praticadas pela empresa contra funcionários de vários veículos do grupo indica dificuldades financeiras e sinaliza situação pré-falimentar.

Segundo publicou o Blog do Ronaldo Tiradentes nesta quarta, dia 16, a Rede Amazônica de emissoras de rádio e televisão, além de portal na internet, “enfrenta sua maior crise e pode entrar em processo de falência”.

 

Irregularidades trabalhistas

Entre as denúncias mais graves apresentadas pela entidade estão constantes atrasos salariais, desvios de função, trabalho forçado e o não repasse ao banco das contribuições de FGTS dos trabalhadores.

Diante da gravidade da suposta violação de direitos trabalhistas, o sindicato pede que DRT e MPT tomem providências imediatas.

Leia no blog a íntegra do documento de denúncia.

 

Foto: Reprodução/Blog do Ronaldo Tiradentes