Willace Souza, filho do ex-deputado estadual Wallace Souza, entrou em contato com o BNC para informar que a série “Pacto de Sangue”, que estreia dia 13 de agosto no canal pago Space,  não tem inspiração na vida de seu pai.

“É uma série que não tem nada a ver com o Wallace e estão ligando erroneamente, sem o conhecimento dos diretores, ao meu pai”, disse.

Willace enviou à redação prints de conversas que teve em 2017 com Tomás Portella, diretor brasileiro da série, quando o noticiário também dava conta de que a série do Space, que antes tinha o nome de “A Lei”, contaria a história do ex-apresentador do programa policial Canal Livre.

Neles, Portella garante que tudo se trata de uma obra de ficção.

“Não estamos contando a história de seu pai. Trata-se de uma série com alguns protagonistas e um deles é um repórter de um jornal sensacionalista, cujo o irmão é ex-policial e tem envolvimento com o crime em Belém. Não pesquisei a vida de seu pai e não pretendemos vincular uma coisa com a outra”, responde o diretor a Willace.

Ainda na mensagem, Portella ignora as semelhanças entre a obra da ficção e parte da realidade e afirma que a possível ligação da série com a vida do ex-deputado é responsabilidade da imprensa. “Não temos controle sobre a imprensa, que tira as conclusões que lhe são mais convenientes”, dispara.

Começou com a Folha

Outra troca de conversas que Willace enviou ao BNC, como fato de que a produção não é sobre a vida de seu pai, data de 2015 e é feita com o diretor argentino de “Pacto de Sangue”, Patrício Vega.

Na época, a notícia de que a série teria inspiração na trajetória do ex-deputado estadual amazonense, foi publicada pela Folha de S. Paulo.

Em espanhol, Vega responde que “a série de televisão que está escrevendo não é a história de Wallace Souza. É só uma ficção”.

 

Documentário

Ainda em contato com o BNC, Willace, que é pré-candidato a deputado federal, confirmou que a única obra audiovisual autorizada pela família, está sendo gravada por uma produtora britânica.

“Gravei mais de 30 horas de depoimento para uma produtora de Londres e esse documentário estreia em julho de 2019. Esse tem minha permissão porque eu participei do documentário”, confirmou.

 

Veja o print de parte da conversa que  Willace  teve em 2017 com Tomás Portella, diretor brasileiro da série “Pacto de Sangue”.

 

Agora, veja a resposta do diretor argentino da série, Patrício Vega, sobre a inquietação da família com a possível ligação de “Pacto de Sangue” com a vida de Wallace Souza.