O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, disse, nesta terça-feira (18), que a criação de ministérios nem sempre leva à criação de despesas para o governo.

O petista se encontrou no início da tarde com representantes do setor da pesca em Itajaí (SC), num ato de campanha.

Ele foi questionado sobre as políticas para a área e falou sobre o extinto Ministério da Pesca, criado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2003 e incorporado ao Ministério da Agricultura em outubro de 2015, no governo Dilma.

“Na maioria dos casos é uma reorganização do quadro do pessoal para dar foco em um determinado setor que tem um alto potencial de desenvolvimento. No caso da pesca, às vezes eu vejo a imprensa perguntar, vai diminuir ou aumentar o número de ministérios? Como se isso fosse representar alguma economia para o governo”, disse Haddad.

“Às vezes a imprensa trata a criação dos ministérios como criação de despesa. E isso não é verdade na maioria dos casos”, completou o candidato.

Haddad não se comprometeu com a criação de um novo Ministério da Pesca, mas disse que formará uma equipe específica para atender o setor.

Leia mais no G1

 

Foto: Agência Brasil