Depois do PSD e PSDB anunciarem apoio à reforma da Previdência, agora é a vez do PRB afirmar que sua bancada está livre para votar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos benefícios previdenciários. Em troca, o presidente garantiu criar o conselho político para receber parlamentares.

Foi o que anunciou, nesta quinta-feira (4), o deputado Marcos Pereira (PRB-SP). As informações são da Agência Câmara Notícias.

O parlamentar (foto), que é presidente da sigla e também é 1º vice-presidente da Câmara dos Deputados, reuniu-se hoje com o presidente da República, Jair Bolsonaro, que busca apoio para aprovação da reforma da Previdência.

Bolsonaro está recebendo individualmente os presidentes dos partidos.

Pereira informou que Bolsonaro decidiu criar um conselho político que vai se reunir uma vez por mês com líderes de partidos e os presidentes das legendas para melhorar a articulação política e o diálogo do governo no Congresso.

Em relação à reforma da Previdência, Pereira afirmou que Bolsonaro sabe que o Congresso tem liberdade para alterar o texto da proposta.

Na semana passada, 13 partidos apresentaram documento se posicionando contra a inclusão do BPC, da aposentadoria rural e contra a desconstitucionalização da Previdência.

O PRB foi um dos signatários do documento.

De acordo com Marcos Pereira, o partido não fez exigência de cargos, mas quer que os deputados sejam recebidos pelos ministros.

“Pedi ao presidente que ele determine aos seus ministros que atendam aos deputados, porque não existe velha e nova política, existe política. E relatei ao presidente três casos que aconteceram comigo, de ter sido mal atendido no Ministério da Educação, de não ter sido atendido na Caixa Econômica Federal e de não ter sido atendido pelo próprio gabinete da Presidência da República”, disse o deputado.

 

Foto: Fernando Frazão/ABr