Direito de culto ou direito à vida? Eis a questão

O ministro mais jovem da Corte, Kassio Nunes Marques, decidiu no último sábado (3) (sábado de Aleluia), que igrejas e templos poderiam abrir as portas para a realização de celebrações religiosas, seguindo o limite de 25% de capacidade do público

 

Por Marcelo Aith*

Direito de culto ou direito à vida? Eis a questão

Assine para receber em primeira mão

Encontrou algum erro? Entre em contato
TAGS
VEJA MAIS