O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), reagiu em tom duro às acusações do governador e candidato à reeleição Amazonino Mendes (PDT) de que o seu adversário no segundo turno, Wilson Lima (PSC), estaria envolvido em  compra de votos em Codajás e Nhamundá. 

“O governador Amazonino deve entender que está na hora de sair da ribalta. Ele está atrapalhando o Amazonas. Ele é inimigo de Manaus. Ele não respeita o nosso povo. Ele não respeita as nossas tradições e pensa que ainda está na época de se fraudar eleições como ele fez comigo em 1986. Não há mais espaços para isso”, diz o prefeito, em áudio distribuído por sua assessoria neste sábado, 20.

 

Leia mais 

Arthur declara voto em Wilson Lima para governador

Ontem, os advogados de Amazonino entraram com representação entregaram no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) uma notícia-crime e um pedido de cassação do registro ou do diploma do candidato Wilson Lima (PSC) e seu vice, Carlos Almeida (PRTB), por compra de votos.

O prefeito diz que a estratégia de Amazonino “é típica de uma pessoa que adoeceu pela ânsia demasiada de poder”.

Arthur disse ainda esperar que todos possam ser capazes de fazer dessa eleição algo que tenha um final pacífico e correto. “Porque o povo já decidiu. O governador chama-se Wilson Lima, goste Amazonino ou não goste. O importante é termos consciência que chegou a hora do basta. Basta Amazonino, saia com decência, respeite a decisão do povo”, afirmou.

Ouça o áudio com a fala completa do prefeito Arthur.

 

Leia mais 

Semana fecha com 4 pesquisas dando derrota histórica de Amazonino