Por Neuton Corrêa, da redação

 

Antes de deixar o Amazonas, ontem, o candidato à Presidência da República pelo PT, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, foi abordado sobre as obras de recuperação da BR-319 iniciadas no governo Lula, em 2004.

No tumulto de sua caminhada pelo Centro de Manaus, ele já havia sido perguntado sobre o assunto.

A caminho do aeroporto, após o comício que fez em frente ao Teatro Amazonas, Haddad recebeu uma ligação por intermédio do celular do presidente do PT-AM, deputo Sinésio Campos.

O interlocutor queria saber sobre da rodovia federal que interliga Manaus e Porto Velho e que possui um velho entrave de questão ambiental.

O petista olhou para sua equipe e um grupo de políticos amazonenses que o acompanhavam, entre eles a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), perguntou se a obra era possível e respondeu:

“Sim. Vamos começar a obra ainda em 2019. Vamos cuidar disso no primeiro ano de nosso governo”.

No comício, Haddad prometeu fortalecer a Zona Franca de Manaus e falou de atração de empresas de transformação de matérias-primas em bens industriais.

 

Foto: Divulgação/PT-AM