A Amazônia Real realiza na próxima sexta-feira, 14, três eventos na Galeria de Artes do Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos (ICBEU) para comemorar os cinco anos de atividades da primeira agência de jornalismo independente criada para dar voz às populações invisíveis da região amazônica.

A programação dos eventos começa às 9h com o debate Mineração, megaempreendimentos e seus impactos socioambientais na Amazônia, que contará com as participações de lideranças indígenas e especialistas. A partir das 15h, haverá a palestra da jornalista Elvira Lobato, que lançará o livro Antenas da Floresta. Às 17h30, a Amazônia Real abre a exposição de fotografia Olhando por Dentro da Floresta Amazônica.

Os eventos, que têm entrada gratuita, são abertos aos estudantes, professores e o público em geral. A programação do evento da Amazônia Real conta com o apoio da Aliança pelo Clima e Uso da Terra (Clua), do ICBEU Manaus e do Hotel GO Inn. Os portões estarão abertos ao público às 8h. A Galeria do ICBEU Manaus fica na rua Joaquim Nabuco, nº 1288, no centro de Manaus.

Abertura de espaço na mídia

Criada em 2013 e dirigida pelas jornalistas Kátia Brasil e Elaíze Farias, a agência Amazônia Real nasceu para mudar a cobertura jornalística sobre os grupos sociais da Amazônia como pouco espaço na grande mídia, entre eles as comunidades tradicionais, os povos indígenas, as populações quilombolas, os defensores do meio ambiente, das crianças e adolescentes, os trabalhadores rurais, as mulheres, os migrantes, entre outros.

Contando histórias das pessoas que lutam pelo direito a terra e que protegem a floresta e sua biodiversidade, a agência assumiu o exercício do jornalismo como garantia do acesso à informação de qualidade, democrática e com justiça social. No site publica textos, fotos e vídeos, mapas e infográficos, sendo que o conteúdo já foi acessado por mais 2,5 milhões pessoas. Os leitores estão no Brasil e em mais de 180 países.

A exposição ficará na Galeria de Artes do ICBEU Manaus de 14 a 22 de setembro com visitação de segunda a sexta, de 15 às 19h, e aos sábados, de 9h às 12h.

Programação

9h às 13h – Debate Mineração, megaempreendimentos e seus impactos socioambientais na Amazônia.

Palestrantes: lideranças indígenas Adaisio Munduruku e o cacique geral Arnaldo Munduruku, ambos do Pará; Bete Cinta Larga, da Terra Indígena Roosevelt, em Rondônia; o cientista Philip Martin Fearnside, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); o geógrafo Carlos Durigan, diretor da WCS (Associação Conservação da Vida Silvestre) Brasil; a advogada Carolina Reis, do Programa Xingu em Altamira (PA) do Instituto Socioambiental; e o superintendente substituto do Ibama Amazonas, Hugo Loss.

Em três rodadas, cada palestrante terá um tempo de 15 a 20 minutos para falar. Depois, responderão perguntas da plateia com mediação e facilitação de jornalistas convidados.

15h às 17h – Palestra Antenas da floresta: A saga das TVs da Amazônia com a jornalista Elvira Lobato.

O evento contará a mediação dos jornalistas Vandré Fonseca, que trabalhou por 13 anos na Rede Amazônica e atualmente integra as equipes da Amazônia Real e do site (o) Eco, e Tânia Brandão, também professora e coordenadora do projeto de extensão TV Centro Universitário do Norte (Uninorte). Mineira e radicada no Rio de Janeiro, a jornalista Elvira Lobato trabalhou por 27 anos no jornal Folha de S.Paulo. Atualmente é colunista da revista Piauí. O livro “Antenas da floresta”, editado pela Objetiva, em 2017, conta quem são os repórteres, apresentadores e cinegrafistas que produzem notícias no interior do Brasil.

17h30 às 19h – Exposição de fotografias “Olhando por dentro da Floresta Amazônica.”

Com 25 imagens no tamanho A0 e A1, a mostra é resultado do trabalho dos fotógrafos que fazem parte do projeto da Amazônia Realcom financiamento da Clua e parceria com o InfoAmazônia: Olhando por dentro da Floresta, que documenta as ameaças à biodiversidade da Floresta Amazônica e às populações tradicionais da região como desmatamentos, garimpos, megaempreendimentos para setores da mineração, energia, rodovias e o agronegócio.

Participam da mostra os fotógrafos Ana Mendes, Alberto César Araújo, César Nogueira, Yolanda Mêne, Bruno Kelly, Pedrosa Neto, Kleyton Silva, Juliana Pesqueira, Raphael Alves, Marcio Isansee Sá, Lilo Clareto, Marcela Bonfim e Yanahin Matala. A coordenação da exposição é de Alberto César Araújo. A ampliação de Perrone Júnior/Arts Foto, montagem de Alberto Moura, e designer da D´Graus Sinalização.