De acordo com o site do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), mulheres militantes da entidade e do MCP (Movimento Camponês Popular) invadiram hoje, dia 13, a fazenda Agropastoril Dom Inácio, em Anápolis, entre os distritos de Interlândia e Souzânia, no interior de Goiás.

A área estaria sub judice e tem aproximadamente 600 hectares. A invasão faz parte de uma ação em todo o país batizada de “Jornada Nacional de Lutas das Mulheres Sem-Terra”.

O terreno seria de propriedade do médium João Teixeira de Farias, o João de Deus, preso depois que foi denunciado no final do ano passado de abuso e violência sexual no atendimento a mulheres.

João de Deus, segundo o MST, “é conhecido por concentrar lotes, terras improdutivas e terrenos na cidade”.

O motivo da invasão da propriedade por mulheres é porque a terra “é fruto do abuso, do estupro e da violência”, diz o MST.

 

Foto: Reprodução/site MST