O deputado estadual Belarmino Lins (PP) pôs sob suspeição os gastos de campanha de sua colega de partido Mayara Pinheiro, vice-prefeita de Coari e parlamentar mais votada das eleições à Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) no ano passado.

“Ela, primeiro, tem que dar exemplo como gestora que é, como pelo volume de recursos gastos na sua milionária campanha política. Eu não compreendo que receita de “transparência” é essa”, disparou.

O ataque à Mayara, em release que distribuiu à mídia, ocorreu no início da noite de ontem, horas depois da deputada gravar um vídeo declarando voto no deputado estadual Josué Neto (PSD) à presidência da ALE-AM, cargo que ele também disputa.

Nesse vídeo, ela diz que estava revelando seu voto em Neto, contra a maioria de seu partido, por assumiu compromisso pela transparência em seu mandato.

Belão chamou o vídeo de barulho midiático.

Barulho midiático

No texto, Belarmino deixa nas entrelinhas subentendido que reconhece sua desvantagem em relação a Josué Neto, mas diz em uma frase:

“Sou um homem acostumado a grandes batalhas e asseguro que não haverá ‘W.O’ nessa partida eleitoral”.

Esta semana, Josué Neto somou declaração de votos de 14 colegas, votos suficientes para a sua eleição, minando as chances de Belão com três semanas de antecedência da eleição interna da ALE-AM, que ocorrerá no dia 1º de fevereiro.

 

Foto: Divulgação