A cooperativa Sociedade dos Enfermeiros de Urgência e Emergência do Amazonas (Coopenure) e seus funcionários foram denunciados na polícia nesta sexta, dia 19, pela direção do hospital João Lúcio.

A acusação é de tentativa de boicote dos serviços nas unidades de saúde da rede estadual.

Segundo a Secretaria de Saúde (Susam), que também vai à Justiça contra a Coopenure, na noite do dia 18, antes de entregar os plantões para a nova contratada, a Serviços de Enfermagem e Gestão em Saúde (Segeam), enfermeiros da cooperativa foram orientados a levar tudo o que fosse possível e até apagar identificação de pacientes nas pastas de prontuários.

No registro do boletim de ocorrência na polícia, o diretor do João Lúcio, Sílvio Romano, alegou que os enfermeiros colocaram em risco a vida de pacientes.

Funcionários da Coopenure tentaram colocar mães de crianças internadas no hospital e pronto-socorro da Criança da Zona Leste contra a direção da unidade, para provocar tumulto.

Formulários usados na unidade foram apagados e prontuários de pacientes misturados nas pastas, sem identificação.

Também foram levadas chaves de portas do hospital, segundo o diretor.

Segundo a Susam, além de acionar a Coopenure na Justiça e das medidas administrativas, o caso vai ser levado ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

 

Leia mais

Susam diz que mantém pagamentos com receitas desvinculadas

 

Troca por licitação

A substituição da Coopenure pela Segeam em seis unidades é resultado de licitação realizada pelo governo com 11 empresas concorrendo, entre elas, a cooperativa.

Uma representação da Coopenure no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) tentou suspender o pregão licitatório, sem sucesso.

Segundo a Susam, o contrato da cooperativa já estava vencido desde março. Os enfermeiros continuavam sendo empregados nos plantões mesmo assim.

A Segeam já atua no estado desde 2014. Hoje presta serviço no Instituto da Mulher Dona Lindu, maternidades Ana Braga, Balbina Mestrinho, Chapot Prevost e Nazira Daou e no Lar Rosa Blaya.

De acordo com a Susam, a Coopenure foi comunicada do encerramento dos serviços no dia 18.

 

Foto: Divulgação/Secom