A oposição ao governador e pré-candidato à reeleição Amazonino Mendes (PDT) na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) conseguiu na manhã desta quarta, dia 11, as oito assinaturas necessárias mínimas para abertura de uma CPI (comissão parlamentar de inquérito) para investigar compras e prestação de serviços no Governo do Amazonas com dispensas de licitação.

A oitava assinatura veio da base de apoio da pré-candidatura do presidente da ALE-AM, David Almeida (PSB). Foi do deputado Platiny Soares, do mesmo partido de David, em proposta apresentada pelo deputado Sabá Reis (PR), também aliado do pré-candidato ao governo.

De acordo com a proposta de Sabá (na foto), em 280 dias de governo tampão de Amazonino foram gastos R$ 289, 9 milhões em 301 dispensas de licitação.

 

Quem topou abrir a CPI

Também assinaram a dispensa de licitação os deputados Serafim Corrêa (PSB), Luiz Castro (Rede), José Ricardo (PT), David Almeida (PSB), Abdala Fraxe (Podemos) e Francisco Souza (Podemos).

 

Leia mais

Amazonino manda substituto e David tira LDO de pauta

 

Foto: Divulgação/Assessoria do deputado Sabá Reis