O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu, nesta quarta-feira (28), prisão domiciliar ao deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP). O deputado está preso desde dezembro no Complexo Penitenciário da Papuda e, hoje (28), foi internado em um hospital em Brasília. A defesa do parlamentar alega saúde frágil e apresentou um pedido de liberdade ou prisão domiciliar ao STF. Ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf foi condenado pelo STF em maio do ano passado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão em regime fechado pelo crime de lavagem de dinheiro. Em dezembro, o ministro Edson Fachin determinou o cumprimento da pena, levando Maluf à prisão.

Leia mais:

Maluf é internado ao saber do adiamento de habeas corpus no STF

 

Foto: Reprodução/Sensacionalista