O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MP-DFT) abriu inquérito para investigar um site que vende dados pessoais de cidadãos brasileiros, como nome, endereço, CPF e até mesmo nome de vizinhos, segundo o órgão.

site Tudo Sobre Todos chegou a ser retirado do ar, mas opera hoje por meio de um domínio hospedado na Suécia.

A página cobra cerca de R$ 30 por consulta. A quantia pode ser paga por meio de créditos adquiridos na plataforma Mercado Livre, que foi notificada nesta semana pelo MP-DFT para tirar o perfil do ar e fornecer informações sobre a conta.

Buscadores como Google, Bing e Yahoo! também foram oficiados para que removam o Tudo sobre Todos de seus resultados de busca. A Agência Brasil não conseguiu contato com o site.

O Mercado Livre informou que ainda não foi notificada oficialmente e que está à disposição das autoridades para qualquer esclarecimento.

Ontem (10), o plenário do Senado aprovou o projeto de lei sobre proteção de dados pessoais, que já havia passado pela Câmara.

O projeto segue agora para sanção do presidente Michel Temer.

O projeto disciplina a proteção dos dados pessoais no Brasil e define as situações em que eles podem ser coletados e tratados tanto por empresas quanto pelo poder público.

O Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) foi acusado de vazar dados pessoais de brasileiros e vender para o site Consulta Pública, mas em maio passado a diretora-presidente da autarquia federal, Maria da Glória Guimarães dos Santos (foto), negou a venda dessas informações.

 

Foto: Reprodução/Política Distrital