Produtores rurais dos 62 municípios do Amazonas receberão 70 mil itens de implementos agrícolas. O anúncio foi feito pelo governador Amazonino Mendes (PDT) nesta quarta-feira, dia 4, em cerimônia realizada no estacionamento do Centro de Convenções Vasco Vasques.

Os recursos que somam R$ 85 milhões são do programa Terra Produtiva, criado em 2015 durante o governo José Melo. Amazonino disse que a sua gestão executa um programa que está inserido na Lei Estadual 4.268/2015, que dispõe sobre o Plano Plurianual para o período 2016-2019 e ressaltou que as administrações passadas não deram a atenção necessária ao programa.

“Nós estamos aqui executando um programa que foi idealizado por outro governo. O governo do José Melo criou um programa chamado Terra Produtiva. Mas não saiu do papel. Embora tenha sido consignado no orçamento os recursos, no orçamento que nós herdamos, eles não executaram os programas. Criaram no papel a teoria, mas não executaram. Ou se executaram, criaram um arremedo. Nós estamos cumprindo com a nossa obrigação”, afirmou o governador.

Para Amazonino Mendes, o “Terra Produtiva” vai corrigir a falta de projetos que enfraqueceram o setor primário do Amazonas, resultando em queda de produtividade. “Então, todos os dados que o Aparecido (José Aparecido, secretário estadual de Produção Rural) acabou de colocar para vocês mostram o relaxamento, desleixo, o abandono, o absurdo. Depois de 2002, o que a gente produzia, em vez de a gente aumentar nos outros governos, diminuímos em mais de 50% a produção. Chegamos ao desfrute de importar no ano passado R$ 400 milhões de farinha. O que é isso? Relaxamento”, asseverou o governador, no encontro que reuniu dezenas de prefeitos do estado.

 

*Com informações e foto da Secom.