O primeiro debate na televisão aberta entre os candidatos à Presidência da República para as eleições 2018 foi programado para a noite desta quinta, dia 9, às 22h (de Brasília), pela TV Band, e por enquanto sem o petista Lula da Silva e com a confirmação de oito nomes.

Nesta quarta, dia 8, o PT entrou com um mandado de segurança no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) para que Lula participe desse debate, se não presencialmente, pelo menos por videoconferência.

É a segunda tentativa no TRF-4. A primeira foi no dia 6, e não foi analisada pela juíza substituta do TRF-4 Bianca Arenhart. Em decisão monocrática, despachou que o PT não tinha legitimidade para fazer tal pedido.

A ação desta quarta aconteceu depois que a emissora negou que o candidato a vice-presidente de Lula, Fernando Haddad (PT), fosse admitido entre os debatedores. Agora o pedido será analisado pela 4ª Sessão da corte, composta pelas 7ª e 8ª turmas do tribunal.

Estão confirmados no debate da Band os candidatos Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (Psol), Jair Bolsonaro (PSL), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Henrique Meirelles (MDB), Álvaro Dias (Podemos) e Cabo Daciolo (Patriotas).

O debate será mediado pelo jornalista Ricardo Boechat e o posicionamento dos oito candidatos no cenário foi definido por sorteio (foto).

As regras preveem mais de 60 confrontos diretos entre os concorrentes, além de perguntas do público e de jornalistas.

 

Marina contra presença petista

Candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva defendeu o veto à participação de Fernando Haddad, oficializado como vice na chapa petista. Para ela, permitir a presença do ex-prefeito de São Paulo entre os debatedores seria questão de “dois pesos e duas medidas”.

“Nós temos um candidato que está impedido por determinações legais, temos um vice, e pelas regras quem vai participar [dos debates], nesse momento, são os candidatos titulares. Vai ter o momento das sabatinas com os vices. Senão você cria uma situação de dois pesos e duas medidas”, afirmou.

Leia mais no site Pragmatismo Político.

 

Leia mais

Haddad e Manuela planejam debate paralelo ao da TV Bandeirantes

 

Foto: Reprodução/site Pragmatismo Político