Pesquisa divulgada pela rede Diário do Amazonas nesta terça-feira, dia 25, traz dois dados divergentes dos últimos estudos divulgados sobre o segundo turno das eleições em Manaus, mas que se assemelham ao publicado pelo Ibope no dia 17 de outubro, que também viu ampla vantagem do tucano, com a maior folga do pleito, 12 pontos, de Arthur Neto (PSDB) sobre Marcelo Ramos (PR).

Em coleta feita na semana passada, de 20 a 23 de outubro, o Instituto Diário de Pesquisa disse ter 5,8% de indecisos e 5,5% que declararam que irão anular o voto, totalizando 11,3% dos entrevistados, numa mostra de 800 eleitores.

De acordo com o instituto, 49% responderam que votarão em Arthur, e 39,8%, em Marcelo. Considerando apenas os votos válidos, segundo a rede Diário, se a eleição fosse hoje o tucano venceria com 9,8% de vantagem sobre seu oponente, com placar de 54,9% a 45,1%. A margem de erro é de 3,5%.

Na pesquisa anterior realizada por esse instituto na primeira semana do segundo turno, a vantagem de Arthur era de 5,5 pontos.

Divergências

As quatro últimas pesquisas, porém, revelam outro cenário na intenção de votos, com disputa tecnicamente empatada e com números de brancos, nulos e indecisos na casa dos 20%.

A Pontual, que acertou o resultado do primeiro turno, por exemplo, divulgou estudo nesta segunda-feira, dia 24, dizendo que os eleitores indecisos, brancos e nulos somam 19%, sendo que a maior fatia desses eleitores é a de nulos, com 12,1%.

Nesse estudo, Marcelo aparece na frente com placar de 51,07% a 48,93%.

A outra empresa que identificou em estudo índice semelhante foi a Pesquisa 365, do empresário Durango Duarte, que cravou o resultado da boca de urna no primeiro turno. Segundo ele, em sondagem publicada no dia 21, os votos brancos e nulos somavam 11%.

Durango não publicou a margem de indecisos e o resultado apontava liderança do tucano com 52% a 48%.

Também no dia 21, a DMP/Rede Tiradentes publicou estudo e número de brancos e nulos chegava a 13% e o de indecisos, em 11%, somando quase um quarto dos eleitores que não declaravam preferência por nenhum dos candidatos.

Nessa pesquisa, Marcelo aparece na frente com 52% a 48%.

No dia 17 de outubro, a Projeta/A Crítica revelava vantagem de Marcelo por três pontos percentuais: 51,5% a 48,5.

O estudo de A Crítica também mostrava alto índice de brancos, nulos e indecisos, numa faixa de quase 20%, sendo que 6% se declaravam indecisos e 13%, voto nulo e branco.

Semelhança

No caso das pesquisas Ibope e Diário, há convergência entre as duas empresas que vão além do estudo científico, mas que pode flagrar a razão da semelhança.

Os dois instituto estão imbricados com a campanha tucana, conforme documentos públicos dos órgãos eleitorais, como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

É, por exemplo, através do controle das contas dos candidatos que se sabe que o Ibope é a terceira empresa que mais recebeu recursos da campanha do candidato Arthur Neto: mais de R$ 120 mil, em dados atualizados no dia 21 de outubro.

Já a rede Diário do Amazonas possui um representante na lista de doadores de dinheiro para a campanha tucana. Essa representação se dá com as presenças de Márcio Noronha, ex-diretor de redação do Diário, hoje secretário-chefe da Casa Civil da prefeitura, e Cirilo Anunciação, filho do dono do jornal Diário do Amazonas.

Não bastasse ser herdeiro do grupo Diário, Cirilo, genro do secretário municipal de Finanças, Ulisses Tapajós, é o 5º maior doador da campanha de Arthur Neto.