No objetivo de agilizar a análise dos processos de candidatos classificados no Concurso Público de 2018, a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) criou na última sexta-feira, dia 7, a comissão de Posse.

Com isso, a Seduc-AM pretende discutir com a comissão, composta por candidatos aprovados, a nomeação de 4. 758 classificados.

Segundo o secretário executivo adjunto da capital, Bibiano Filho, a secretaria tem realizado um amplo trabalho interno para dar  celeridade ao processo, especialmente devido ao fim da contratação temporária dos servidores da educação.

Ele explica que as convocações dos aprovados ocorrerá gradualmente devido ao alto número de empossados. “Para processarmos a convocação de mais de 4 mil servidores, faremos o processo por etapa. Inclusive teremos uma força-tarefa dedicada para isso”, afirmou.

Bibiano ressaltou que os trâmites necessários para a nomeação no Diário Oficial do Estado (DOE) já foram feitos pela Seduc-AM, e que o processo segue em prazo normal para as próximas etapas em alinhamento com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

Comissão de posse

A comissão foi formada por representantes de professores, merendeiras, psicólogos e assistentes socias.

O líder, Gustavo Raposo, aponta o principal interesse dos aprovados. “As pessoas estão ansiosas e recebem muitas informações distorcidas. Muitas acabam sendo repassadas e isso é muito sério, afeta a vida de quem está na expectativa de ser empossado. Por isso, viemos aqui conversar diretamente com os representantes da Secretaria, para saber os fatos e compreender o real andamento do processo”, declarou.

A comissão de posse é responsável pela análise da documentação obrigatória dos 4.758 candidatos classificados e que devem ser convocados para atuação no segundo semestre.

 

Com informações e foto: Seduc