A manifestação de estudantes e professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), contra o corte de verbas na educação feito pelo governo Bolsonaro, ganhou as ruas na manhã desta quarta-feira, dia 15.

Sob forte chuva, centenas de pessoas deixaram o Campus da Ufam e caminharam pela Av. General Rodrigo Otávio em direção ao Complexo Viário Gilberto Mestrinho (Bola do Coroado) e depois retornaram para a frente da universidade. O ato complicou o trânsito entre 9h e 11h.

Na marcha, ouviam-se gritos de guerra como “Acorda sociedade, educação é sim prioridade”, “Ô Bolsonaro, seu fanfarrão, eu vou pra rua defender a educação” e “Não vai ter corte, vai ter luta”.

 

Leia mais

Cortes de Bolsonaro a projetos no Amazonas são de R$ 203,5 milhões

 

O congelamento de verbas da educação tira da Ufam e Ifam quase R$ 65 milhões.

Além de Manaus, Parintins, Humaitá, Itacoatiara, Coari e Benjamim Constant protestam contra os cortes.

 

Foto: Reprodução/Adua