O governador eleito Wilson Lima (PSC) anunciou na manhã desta terça, dia 4, dois novos nomes do seu primeiro escalão. O principal deles é o titular da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), que ficará com o coronel da reserva da Polícia Militar Louismar Bonates.

Bonates integrou o sistema de segurança pública do estado no governo de José Melo (Pros), de 2014 a 2017. Ele foi o primeiro secretário de Administração Penitenciária (Seap), assumindo o comando do órgão criado em março de 2015.

Em setembro desse ano, em meio a acusações de beneficiar o traficante Zé Roberto da Compensa em “cela de luxo” no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e de que, como secretário de Justiça e Direitos Humanos (Sejus), teria dado garantias ao presidiário de que não seria transferido para unidade de segurança máxima, Bonates entregou o cargo.

A “cela de luxo” foi descoberta, assim como todos os privilégios que o traficante gozava no Compaj, e ele acabou transferido para presídio federal.

Pouco mais de um ano depois, em 2017, estourava no Compaj o maior massacre de presos da história do sistema carcerário brasileiro. Pelo menos seis dezenas de presos foram assassinados por membros da facção de Zé Roberto da Compensa.

 

Leia mais

Bonates contesta Folha: “Nunca houve negociação com Zé Roberto”

Agente da Umanizzare é executado por presidiários no Compaj

 

Definido nome da PGE

Wilson foi buscar nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM) o nome para comandar a Procuradoria-Geral do Estado (PGE). É Alberto Bezerra de Melo,

Em eleição recente, em maio deste ano, ele figurou em quarto lugar nos votos que definiram a lista sêxtupla que resultou na escolha de um desembargador para a corte do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM).

 

Foto: Divulgação/Secom (arquivo)