Por Neuton Corrêa, da Redação

 

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) rechaçou nesta terça-feira, dia 6, a ideia de transformar a Escola de Contas do órgão em sede da equipe de transição do governador eleito, Wilson Lima (PSC).

A ideia foi cogitada na segunda-feira, dia 5, por integrantes do futuro governo e apresentada durante recepção dos membros da Corte a Wilson Lima, na Presidência do tribunal.

A proposta, no entanto, causou mal-estar na Casa, porque os conselheiros avaliavam que, ao ceder espaço para o futuro governador, o TCE-AM perderia sua neutralidade para fiscalizar o Executivo a partir do ano que vem.

Hoje, os conselheiros se reuniram internamente e, por unanimidade, decidiram negar a cessão da Escola de Contas, mas não divulgaram a deliberação.

O governo eleito, por sua vez, decidiu hoje que vai usar o anexo da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) para realizar os trabalhos da transição.

Também está combinado que a equipe de Wilson Lima se encontrará com a do governador Amazonino Mendes (PDT) um vez por semana para tratar dos dados do governo.

A primeira reunião ocorrerá nesta quarta-feira, dia 7, e as duas equipes receberão a imprensa para uma entrevista coletiva.

 

Foto: BNC AMAZONAS