O governador Wilson Lima entregou (PSC) para prefeituras de 10 municípios projetos de saneamento básico prontos para receber recursos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Neste primeiro momento serão investidos R$ 11 milhões em Benjamin Constant, Itapiranga, Maraã, Tabatinga e Juruá. Já para os municípios de Alvarães, Anamã, Anori, Beruri e Caapiranga, os projetos somam R$ 23 milhões.

Ainda há outros R$ 136 milhões que estão parados desde 2016 por falta de projetos adequados de infraestrutura e/ou pendências documentais.

“Nós tínhamos recursos na Funasa, mas não tínhamos projetos. Recursos que estavam parados há aproximadamente três anos. Chamei a Ciama, juntamente com outros técnicos do Governo do Estado, e prefeitos para que a gente pudesse dar continuidade a esses pleitos. Em um período de quatro meses, os técnicos da Ciama, de forma muito competente e qualificada, conseguiram entregar esses projetos”, explicou o governador Wilson Lima nesta quarta-feira, dia 12.

“No momento em que o Governo do Estado, juntamente com o Governo Federal, está investindo em saneamento básico, está economizando na saúde e levando dignidade para as pessoas do interior”, completou.

Leia mais:

Wilson Lima transfere hoje sede do governo para o interior do AM

 

Segunda fase

A Companhia de Desenvolvimento do Amazonas (Ciama) já trabalha na segunda fase de consultoria aos municípios que devem receber os recursos da Funasa para saneamento básico.

“Nós temos um cronograma que vai até o final de 2019, são mais dez municípios e até o final de 2020 nós teremos completados alguns projetos que estão pendentes na Funasa, que representam R$ 118 milhões para abastecimento de água e R$ 52 milhões para esgotamento sanitário, totalizando R$ 170 milhões que estavam praticamente perdidos”, afirmou o diretor-presidente da Ciama, Aluízio Barbosa.

Na segunda etapa do trabalho, com prazo de conclusão até 31 de dezembro de 2019, será a vez de Amaturá, Autazes, Boca do Acre, Tapauá, Uarini, Urucará, Urucurituba, Novo Airão, Novo Aripuanã, Nhamundá, Santo Antônio do Içá e São Paulo de Olivença.

Os municípios receberão os seus projetos prontos para darem início às obras de ampliação, melhoria ou implantação de novas estações de tratamento de água, no valor de R$ 29 milhões. Somando a primeira e segunda etapas da força-tarefa da Ciama, o Governo do Amazonas irá destravar, em parceria com a Funasa e prefeituras, a aplicação de R$ 63 milhões.

 

Com informações e foto: Secom