As mudanças no comando das polícias Militar e Civil divulgadas pelo BNC Amazonas na tarde desta terça, dia 4, foram confirmadas pelo Governo do Estado durante a noite. O “xerifão” secretário extraordinário do programa de segurança pública da consultoria internacional de Rudolph Giuliani, coronel PM Walter Cruz, disse que a troca faz parte da implantação do plano GuardiAM 24 Horas, que vai reestruturar o setor.

Na Polícia Militar, o comando passa do coronel David Brandão para o coronel José Cláudio Silva. Na Polícia Civil, o novo delegado-geral é Frederico Mendes, que substitui Mariolino Brito, que chegou a ter sua queda desmentida no final da tarde.

O escalão de subcomando também sofreu mudança. Mendes traz o ex-delegado de Homicídios Ivo Martins para ser seu adjunto.

Cláudio confirmou a informação em primeira mão do BNC ao convidar o coronel Ayrton Norte para subcomandante e o coronel Carlos Lopes para a chefia do estado-maior da corporação.

 

Novas trocas a caminho

De acordo com o secretário Cruz, novos nomes que se encaixem no perfil exigido pelo programa criado pela consultoria do ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani vão continuar a ser buscados.

Por isso, sugere que os integrantes do sistema de segurança pública se acostumem com as trocas de direção nos setores nas polícias e também no Corpo de Bombeiros e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

“Essas mudanças são rotina na administração pública. Precisávamos de perfis para auxiliarem a formatação do programa GuardiAM. Todos [os exonerados] fizeram excelente trabalho e deram importantes contribuições”.

 

Rodo chega à SSP

O “xerifão” Cruz parte agora para as mudanças na cúpula da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a começar pelos cargos executivos-adjuntos.

A Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública agora passa a ser comandada pela Polícia Militar. Sai das mãos da delegada Íris Trevisan, da Polícia Civil, e vai para as do coronel Hidelberto de Barros Santos.

Na Secretaria-Executiva-Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada, Cruz foi buscar um ex-comandante da Polícia Militar, o coronel Gilberto Gouvêa. Entre outras funções, o secretário-adjunto assume o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), o órgão de onde saem todas as decisões colegiadas do sistema de segurança pública.

O CICC, desde sua criação no governo Omar Aziz (PSD), de 2011 a 2014, para coordenar todas as ações do sistema para a Copa do Mundo de 2014, com jogos na Arena da Amazônia, foi dirigido pelo coronel Dan Câmara, outro ex-comandante da PM.

 

Leia mais

Com aval do chefe, ‘xerifão’ avisa que pode intervir nos comandos

 

Foto: BNC Amazonas