O governador cassado José Melo (Pros) pediu à Justiça o pagamento de férias vencidas e não gozadas, referentes aos últimos cinco anos em que foi servidor público.  O valor requerido não chega a R$ 100 mil, de acordo com cálculos feitos.

A informação acima corrige a nota publicada pelo BNC, que dizia que o  processo de Melo se assemelhava à solicitação que o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) fez no ano passado, conseguindo se despedir do cargo com um salário de mais de R$ 500 mil.

 

Foto: BNC