O diretor-presidente da Amazonas Energia, Tarcísio Rosa, afirmou que não há previsão de aumento na conta de energia elétrica.

“Pela interligação do sistema no Estado, nós eliminamos uma parte dos custos com diesel e isso [a operação] fica mais barato, portanto não afeta a tarifa de energia. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) define as tarifas para todo o País, independente de ser empresa privada ou estatal. Isso sempre com base na eficiência, na rentabilidade da empresa, nos compromissos e nas metas avaliadas por eles. Não está previsto aumento”, afirmou Tarcísio nesta segunda-feira, dia 15, em entrevista à imprensa.

A Amazonas Energia, do consórcio Oliveria/Atem, passa a partir de hoje a distribuir energia para a capital e todos os 61 municípios do estado, atendendo a 900 mil clientes.

A aquisição da distribuição da Amazonas Energia aconteceu em leilão de privatização realizado pelo governo federal no dia 10 de dezembro de 2018.

Saiu vencedor da concorrência o lance do consórcio Oliveira Energia/Atem de R$ 50 mil, que antes da assinatura do contrato realizou aporte de R$ 491,3 milhões na nova empresa, como parte das obrigações da venda.

Nos próximos cinco anos, a Amazonas Energia fará investimentos de mais de 2 bilhões para construir e expandir o sistema de distribuição em Alta, Média e Baixa Tensão.

“A Distribuidora também pretende ampliar a geração de energia em todo o interior. Os investimentos melhorarão não só a qualidade do fornecimento de energia, mas também o atendimento aos consumidores”, comentou Tarcísio.

 

Luz para Todos 

Até 0 ano de 2030, a Amazonas Energia prevê beneficiar quase 55 mil unidades consumidoras por meio do programa Luz para Todos.

Ainda este ano, a meta é realizar 10.873 ligações nos 61 municípios do estado, atendendo à parcela da população do meio rural.

Mesmo com os investimentos começando já em 2019, o presidente da Oliveira Energia, Orsine Rufino, pede paciência do consumidor.

“Deem tempo pra nós. Estamos pegando uma empresa com problemas, mas com um time vencedor”, destacou.

 

Foto: BNC