Na fritura há semanas, o superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), Appio Tolentino, resolveu recolher a carta de pedido de exoneração do cargo, que faria ontem. Ele teve conversa com seus padrinhos políticos e entendeu que poderia ficar no cargo. O documento que editou de manhã, pedindo para sair, foi mantido off-line.

Na conversa com seus padrinhos, ele queria saber se sairia ou ficaria no cargo. Não ouviu nem sim nem não.

Entendeu, então, que poderia ficar, apesar da fritura que vem sofrendo entre aliados e as lideranças empresariais.

Nos corredores da Suframa, a saída de Tolentino é dada como certa. Nomes de candidatos para substituí-lo já se articulam junto aos padrinhos políticos do cargo.

 

Leia mais

Appio Tolentino arde na fritura do cargo na Suframa

 

Foto: Reprodução/internet