Imediatamente após a decisão do desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que mandou libertar o ex-presidente Lula neste domingo, dia 8, o juiz Sergio Moro emitiu despacho contra a ordem de soltura do ex-presidente à Polícia Federal.

A informação foi noticiada com exclusividade pelo site O Antagonista. 

De acordo com Moro, Favreto não tem competência para decidir no caso e que a ordem atropela o Supremo Tribunal Federal (STF) e desconsidera o relator Gebran Neto.

Parlamentares do PT que entraram com o habeas corpus acatadado pelo desembargador estão neste momento na sede da Polícia Federal, em Curitiba, tentando fazer com que a ordem de soltura seja cumprida.