O governador Amazonino Mendes (PDT) vai precisar da ajuda dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) para conseguir recursos que evitem o calote aos prestadores de serviços da área de saúde.

A ferramenta que ele visualizou é uma alteração na lei 2.826, de 2003, que trata da política estadual de incentivos fiscais e extrafiscais. Essa mudança valeria só mesmo para este ano, permitindo que Amazonino use recursos de fundos de reserva do estado.

A mensagem aos deputados foi enviada pelo governador no último dia 8 e está em discussão a partir de hoje, dia 13, por decisão do presidente da ALE-AM, David Almeida (PSB).

O dinheiro para socorrer Amazonino neste final de mandato deve sair do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI).

 

Conheça a estratégia de mudança da lei:

 

 

 

 

Foto: BNC Amazonas (arquivo)